Informações do trabalho

Título
PANDEMIA, TRABALHO EM CASA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: DESAFIOS PARA POT NO SERVIÇO FEDERAL
Tipo de trabalho
Conversando sobre Práticas Profissionais
Autor Principal
FABIANE KONOWALUK SANTOS MACHADO
Instituição
UFRGS
Autor(es)
jordan severo de mello
Instituição Origem
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Autor(es)
Maria Dulcineia Martins Batista
Instituição Origem
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Autor(es)
Elisiane Wolff Fraga
Instituição Origem
UFRGS
Financiador
Sem Financiador -
Eixo
Eixo 4 - O trabalho da psicóloga: práticas profissionais e produção de conhecimento
Área
Psicologia Organizacional e do Trabalho
Palavra-chave
Psicologia Social do Trabalho ,Saúde do Trabalhador ,Trabalho Multidisciplinar
Resumo
Este trabalho é desenvolvido junto à Secretaria de Saúde do Trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores Federais da Saúde, Trabalho e Previdência no Rio Grande do Sul. O tema implica no aporte que o trabalho realizado, em formato interdisciplinar na interface permanente que a POT e o Serviço Social propõe, utilizando-se de seus referenciais teórico-metodológicos, que são próprios de cada profissão, mas integrados ao campo da saúde do trabalhador. Durante o período de fechamento dos serviços públicos em função da COVID-19, realizamos levantamento das condições de trabalho em casa dos servidores em atendimento e os resultados foram alarmantes. Os reflexos da carga de trabalho exaustiva somada à carga igualmente aumentada do trabalho doméstico e cuidados com a família, resultando no aparecimento de sintomas emocionais como irritabilidade, alterações de humor, problemas no sono, impaciência, ansiedade e baixa tolerância à frustração e sintomas vinculados à depressão. Ademais, a intensificação do uso do aplicativo WhatsApp Business, para trocas de mensagens, foi apontada pelos servidores, como fator de sobrecarga psicológica e demais gatilhos para os problemas relacionados à SM&T. Ou seja, sem limite entre a vida privada, pessoal, íntima e a exigência de trabalho nesta modalidade "remota". Compreendemos os marcadores existentes no trabalho em casa durante a pandemia e percebemos os impactos do desmonte das políticas públicas e sociais no serviço público federal, tais como: diminuição crescente da força de trabalho, extinção de serviços, terceirização, insegurança quanto ao futuro, e que resultam em: baixo rendimento, aumento sintomas e adoecimento, perda de sentido do trabalho.